domingo, 12 de setembro de 2010

Sempreviva

"Minha carne é de carnaval,
meu coração é igual!"
Novos Baianos


Ultimamente tenho sido inteira. Tenho sido aquelas cervejas, aquelas caipirinhas, aquele cigarrinho cretino pós-álcool com cara blasé. Aquele caminho eterno Copacabana-Lapa-Estácio. Ou aquele samba de setenta e quatro que diz "me deixe hipnotizado pra acabar de vez com essa disritmia!".

Me perco em horas inteiras de amor.

Minha cama anda mais desarrumada que o normal. Talvez seja essa minha sensação de liberdade louca que teima em não me largar. Liberdade de ser, de viver. De deixar as roupas e os copos pelo chão depois das madrugadas em claro enquanto o sol invade os olhos. Visto minhas saias curtas multicoloridas, viro boemia e deixo meu corpo à mercê da música.
Liberdade de ser, de viver.

Ando muito poeta, muito dona de mim. Ando com olhos de ressaca. Um gosto de sol, suor e samba me escorrendo pela boca. Ando à flor da pele e com aquele sorriso de quem não sente culpa.

(Talvez plenitude seja isso.)


"A vida é pra viver,
a vida é pra levar."
Toquinho e Chico Buarque


Saravá!

10 comentários:

Lucas disse...

Viver e ser livre... sonho de muitos, realidade de poucos... discutir o que é liberdade seria bater na mesma tecla constante da dúvida, das múltiplas interpretações, o que sei é que liberdade é viver.

Ingrid disse...

Eu adoro seus textos! Passam um tipo de realidade poetizada que a gente quase consegue ver o desenrolar dos fatos que você escreve! Esse é mais um deles.

E vamos levando a vida vivendo e que ela seja mesmo intensa e plena, como falaste.

Beeijo

Agatha disse...

Vivendo intensamente mas conscientemente, não esqueça!
Beijos

Camii •εïз• disse...

Oh delícia..aproveitar a vida e o que há de melhor! Saudade amiga!
Bjim!

Anônimo disse...

Somos nozes nas arverez! hauahau
AMO

Malu Tolentino disse...

Delícia é ter o gostinho de aproveitar a vida do nosso jeitinho! Sem pitacos e opiniões alheias...
Com responsa sempre né!!
beijinhos

l u a * disse...

eu te li, achei tão linda você dizer coisas, de sentir vinícius lá em casa.
eu demorei, não é? desculpe. mas os dias estão cheios, e os blogs são muitos.

mas eu gostei da casa, colorida.
que tem sentimentos, coloridos.

(e quem tem amor por jaya, só pode ser bom sujeito...)

kaio rafael disse...

ah, talvez plenitude seja isso.

ultimamente eu tenho me identificado com esse tipo de postagem.

eu estou agindo quase que exatamente da mesma maneira.
sem os olhos de ressaca.
e as saias curtas multicoloridas.

hauhasuhasuhas

(:

Silvana Nunes .'. disse...

Muito bom o seu espaço. Pousarei por aqui.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... e MEU CADERNO DE POESIAS desejam um bom dia para você.
Saudações Educacionais !

Ítalo do Valle disse...

"...deixo meu corpo a mercê da música.."

"...samba me escorrendo pela boca..."

Adorei esse espaço!
Muito bom!

Abraços